sexta-feira, julho 23, 2010

DESPOLITIZAR É LIBERTAR

Os argumentos que constam da totalidade do post a seguir citado de João Miranda conquistaram-me para uma certa direcção despolitizadora no reformismo político-económico na Saúde e na Educação a que importa proceder. "Socialismo" equivale a servidão, caciquismo, dependência e manipulação em larguíssima escala. Libertar a Sociedade, soltar finalmente o Pluralismo das opções individuais, é criar Liberdade a todos os níveis: «Quando se analisam as reformas na saúde e na educação, como o João Luís Pinto faz aqui e aqui, é mais importante considerar qual o efeito na despolitização e na libertação da Sociedade do que na carga fiscal. Até porque a carga fiscal total depende muito mais da relação de forças entre o Estado e a Sociedade, da capacidade do Estado em cobrar e da sociedade de escapar à cobrança do que do facto de a cobrança ser feita por impostos ou por pagamento directo de serviços. A carga fiscal total tenderá sempre para um valor de equilibrio que reflecte a relação de forças entre Estado e Sociedade, independentemente da forma como a cobrança é feita.» João Miranda

Sem comentários: