sábado, julho 24, 2010

SOBREENDIVIDADOS

«Socialmente as pessoas não querem assumir as dificuldades financeiras nem o desemprego. E assumir a perda de bem-estar é ainda mais doloroso. Sempre que se sugere às famílias que cortem em algumas despesas "supérfluas", a primeira resposta é quase sempre igual: "Não conseguimos viver sem isso". Muitas famílias são desorganizadas e não querem deixar a zona de conforto e admitir a nova condição. Têm de ir ao cabeleireiro, aparecer nos jantares de amigos, fazer férias no Algarve, ter carro, telemóvel, TV Cabo... Caso contrário, não conseguem acompanhar os amigos e deixam de os ter... Esse é grande drama das pessoas.» João Duque

Sem comentários: