sábado, julho 24, 2010

TRAIÇÃO AO TERRITÓRIO

«....não contesto o entusiasmo que isto suscita em todos os órfãos de uma Grande Revolução Cultural, em especial entre aqueles que, tendo abandonado o esquerdismo em tempo útil de carreira política, não deixam de se sentir seduzidos por estes movimentos que eles chamam de reforma, mas que mais não se tratam do que de outra coisa… e nesse aspecto a terminologia revolucionária do intelectual Vital faz todo o sentido. Até porque neste aspecto a herança indiferenciadora dos ideais marxistas-leninistas une-se num abraço estreito com as do liberalismo de tipo napoleónico: ambas reduzem as pessoas a números e a massas estatísticas que se podem transformar por decreto. Pelos vistos hoje acordei mesmo eu.» Paulo Guinote

Sem comentários: