sábado, julho 24, 2010

PORTUGAL ESQUARTEJADO

O funcionalismo público fantasmagórico não é um exclusivo da Guiné-Bissau nem tão benigno cá como é lá. Ele é praticado ao mais alto nível em Portugal: o esquartejamento do Erário Público, monstruoso e sem qualquer escrutínio, segue intocável e desonesto pelo PS-PSD, enquanto se fasciza e torna intolerável a vida comum com impostos sobre impostos. Não é remotamente que por isso mesmo se encerram escolas e se desertifica o interior para supostamente se "optimizar" ou "maximizar" recursos ou "racionalizar" gente e se chantageia os pequenos núcleos de cidadãos, caso protestem. 

Sem comentários: