sexta-feira, julho 16, 2010

ENTRE IDAS E VINDAS

Passei o ano a viajar. Canseiras. Fadigas. Fomes. Sedes. Desconfortos. De comboio. De Expresso. 43 mil quilómetros, entre idas e vindas, para poder ensinar num destino longínquo, cumprir minimamente o meu dever, mas não me privar nunca de estar o mais possível com a minha amada família, a cada fim de semana. Quantas vezes não rezei por que qualquer coisa parecida com isto nunca me sucedesse, pelo que dou graças a Deus!

Sem comentários: