sexta-feira, julho 23, 2010

OS SETE FÔLEGOS DE ASS

ASS é um animal político e retórico, com genomas estalinistas e fascizóides encapotados pelos conceitos opostos ditos e repetidos ad nauseam em boca própria. Ninguém mais democrático. Ninguém mais moderado. Ninguém mais social. Ninguém mais eternizado no Poder e disposto a qualquer osso para o efeito. É uma espécie de Lello, só que nem tão óbvio nem tão vazio. Com laivos mesmo de pensamento revestido com verve de acutilar, ASS é incansável como um Lenine. Quando mais desesperados se encontram pelos índices decrescentes de popularidade aferidos pelo respectivo medidor, mais os "socialistas" accionam ASS. E ASS debita trauliteiradas com a linguagem do século XIX e a demagogia do século XXI ou XXII. É um tocador de pífaro político e o azar é termos de o aturar indefinidamente dada a consistência lesma de toda a Oposição, PSD sobretudo, e do PR. Um melodioso irmão de alma dos ministros da propaganda dos velhos sistemas de pensamento unívoco e uniformizado, ASS é um ferrinho para duas de letra na hora de malhar nos adversários políticos, apodando-os cinicamente de Direita sem se rir. Pelo meio, ainda consegue ser Ministro da Defesa. É obra.

2 comentários:

José Domingos disse...

Esta coisa, toca qualquer coisa, desde que o mandem.
Pobres militares.

floribundus disse...

os problemas são
o endividamento do rectângulo
a fome de 5 milhões de vítimas destes fascistas