quarta-feira, julho 29, 2009

COMENTADORES E DESMONTADORES

Gostava muito que o Pitta descesse das Esferas Inefáveis do Socratismo e permitisse os comentários no seu blogue, como ainda acontecia em 2006, quando me iniciei, com prazer e proveito, no Da Literatura. Seria, com toda a certeza, montado um novo fecundo tempo de interacção democrática, como deveria sempre suceder no século XXI das liberdades cívicas e do pleno direito de opinião, mesmo a imbecil, que nunca cansa e até diverte. Estes socialistas lembram a Dona Adosinda das últimas páginas de Os Maias que foi amante do Défice, um belo rapaz empregado do Banco Inglês com quem chegou a raspar para Sintra: «O PS apresenta o seu "programa". Na realidade, não precisava. Temos quatro anos dele para escrutinar a 27 de Setembro. Este é apenas mais do mesmo, com umas nuances ditadas pela época eleitoral. Fundamentalmente o PS pretende continuar a desprezar a classe média. O resto é renda de bilros para distraídos e brinquedos para os rapazes e raparigas. Por falar em rapazes, vê-se mesmo que o Eduardo Pitta não conhece o prof. Carlos Santos que com ele perpetra num blogue de apoio ao dito PS. Chamá-lo à colação para "comentar e desmontar" o que quer que seja equivale a convidar Fátima Campos Ferreira a "comentar e desmontar" estes quatro anos de "socratismo". Ou pedir a um apresentador da Sic-Radical que "comente e desmonte" o último romance de Le Clézio. É, como o Eduardo tanto aprecia dizer, todo um "programa".» João Gonçalves, Jamais

Sem comentários: