sábado, julho 18, 2009

FLÁCIDOS INTELECTUAIS EFEMINADOS

Onde têm estado estes intelectuais para além de emprestarem o nome a estes manifestos de última hora? A polir as unhas?! Onde os temos visto com uma marcação cerrada aos excessos, aos erros e abusos dos partidos do Poder, especialmente de este PS, engolido e excretado pelo sr. Sócrates?! Por que motivo seguiu este actor sem ser molestado e contestado pelos "intelectuais"?! Não foi ele esse grande ablator paquidérmico da pluralidade e do bom senso nas decisões, congenitamente incapaz de uma linha de rumo para Portugal fora do encosto às grandes empresas, aos grandes interesses e aos enormes e vergonhosos encobrimentos justiciários?! Não é verdade que este senhor centrou e fez assentar na sua própria grisalhice a iluminância preversa das decisões unilaterais contra tudo e contra todos?! Que fazer com a fulanização grotesca e totalitária que fabrica "estrelas" de plástico em vez de líderes bem formados, rectamente orientados, com um sentido de cidadania que se não confunda com a vigente imoralidade desrespeitosa e opressora das pessoas?! As eleições deverão espelhar escolhas de políticos que nos respeitem, que não sejam corruptos, que não aspirem ao estrelato vazio, à elegância oca e emporcalhada, que não sejam um monturo de esterco moral e mau carácter, que não se caracterizem por insensibilidade humana, por frieza estúpida e teimosia irracional. Esses intelectuais efeminados porque lentos e tardios valem dez tostões se não damos por eles enquanto a incompetência mais crassa e egoísta delapida Portugal. É preciso ser intelectual em tempo real, como centenas de bloggers: «Os 25 redactores do documento provêem de diversas áreas (economia, universidade e cultura) e assumem-se como independentes. São eles: Ana Luísa Amaral, Ana Maria Pereirinha, António Pinto Ribeiro, Clara Macedo Cabral, Isabel Allegro de Magalhães, Isabel Hub Faria, Jean Barrocas, Joana Rigatto, João Ferreira do Amaral, João Sedas Nunes, Laura Ferreira dos Santos, Luís Filipe Rocha, Luís Moita, Luís Mourão, Margarida Gil, Maria do Céu Tostão, Maria Eduarda Gonçalves, Maria Helena Mira Mateus, Maria Manuela Silva, Mário Murteira, Mário Ruivo, Miguel Caetano, Philipp Barnstorf, Teresa Pizarro Beleza e Soromenho Marques.»

4 comentários:

antonio ganhão disse...

Efeminados? Não me digas que tu também defendes que os homossexuais não devem dar sangue?

joshua disse...

Efeminados aqui está para além da sexualidade.

aristófanes disse...

De facto. Onde estava esta gente. O País foi sujeito a uma das mais ferozes ditaduras em tempo de democracia e esta gente calou. Agora reclamam a união da esquerda. Agora reclamam participar na vida democrática. E onde estava esta gente quando se exercia a "tortura", quando se usava o poder em favor de um partido, quando se saneou de forma encapotada, quando se enganou. E quem é que governou durante todo este tempo. Ainda haverá vergonha. Penso que não. Espero que a ditadura seja verdadeiramente esmagada em Setembro. Joshua tem sido uma voz espero que assim continue.

www.angeloochoa.net disse...

Gente fina é outra coisa... muito camaradas... seus... muito fraters... dos seus... muito maninhos esquerdinhos... dos seus... o pão «nosso» venha a «nós» dizem eles todos amigos... deles!
Mais proclamam:
Primeiro nós, depois nós, e depois nós...
Sobre os «outros...» há que pôr pedra... em cima!