segunda-feira, julho 27, 2009

EXTINGUIR O PS MAFIOSO

«Há uma diferença fundamental entre o PS e o PSD nestes assuntos: O PSD sempre que se vê envolvido em casos de polícia, não se arma em vítima por inteiro e não faz de conta que é tudo uma cabala e uma urdidura para decapitar a direcção do partido e os seus notáveis. O PS faz sempre, sempre esta rábula. E quando a não faz de modo explícito, conta com os seus peões de brega para lhe resolverem os problemas como foi o caso do fax de Macau que envolvida Mário S. e Almeida S. e nunca foram investigados criminalmente por isso, uma vez que "não se recolheram indícios suficientes. Na Casa Pia, e é por isso que cito sempre este caso que é exemplar do que funciona mal na democracia portuguesa e tem o PS como epicentro. Repito: o PS devia extinguir-se como partido com estes dirigentes. Tal como aconteceu com o PSI italiano. A mafia, os métodos, os meios, até os personagens têm o mesmo recorte.» Caixa de Comentários, Blasfémias

Sem comentários: