segunda-feira, outubro 31, 2011

MERDÍFERO CHANTAGISMO DO STANDARD LIÈGE

Este comportamento desbragado e aflitivo do Standard Liège começa a cheirar demasiado mal para ser verdade. Tudo bem que a mosca Standard Liège não passe disso, uma mosca comparada com o meu clube, que é um colosso europeu. Porém, com missivas frequentes, o que este pequeno clube belga patenteia é desespero. Patenteado e escarrapachado nos jornais, dia sim, dia sim. Cheira a que, das duas uma, ou o Standard Liège está prestes a acabar, porque está em vias de falir, ou então alguém está, por sua vez, a pressionar esse clube levando-o às vascas de um ataque de caspa para cima do meu clube. Não me lembro, em quarenta e um anos de vida, de tal sujidade mediática, pressionante, insistente, poluente. Não me recordo de tão má fé assim ostensiva. Hoje, segunda-feira, outro email chega ao FC Porto com um novo ultimatum: tem o FC Porto até quarta-feira para o pagamento da primeira prestação da transferência do futebolista francês Mangala, caso contrário os belgas encaram pedir o pagamento integral do valor em dívida. Pergunta-se: é assim, rompendo unilateralmente, humilhando o devedor que se promovem relações fecundas e satisfatórias para o futuro?! Pierre François tem sido o rosto deste desespero atípico. É dele que parte um tom absolutamente raro entre clubes, estigmatizando o meu clube e ameaçando-o. A roupa suja vai sendo lavada em público, o bom nome do meu clube vai sendo arrastado na merda, entre nótulas de sofreguidão: «não foi paga qualquer verba por Mangala». Ora, quando o director-geral do SL diz que o processo que deu entrada na UEFA manter-se-á até que seja efectuado o pagamento da prestação está já a romper com o meu FC Porto, a destruir a palavra dada pelo FC Porto e quaisquer atenuantes e contemporizações do meu FC Porto; está a fazer péssima publicidade e reles contra o  meu FC Porto. Por quê? A soldo de quem, se não há memória de qualquer incumprimento Portista, se tomarmos qualquer dilação como não equivalente a incumprimento?! Pode até ser que esta seja uma história mais complexa do que a que vai saindo nos jornais, mas então gostaria de compreender de que se trata e até que ponto vai essa "complexidade". Em suma, este director-geral do Standard Liège faz fraca figura: por um lado, garante ao grupo de comunicação social belga Sudpress que o meu FC Porto já pagou a primeira prestação de Defour, por outro dá-lhes prazos-limite, desdobra-se em ultimatos e ameaças. Será que se arrependeu de vender-nos Defour por seis milhões e Mangala por 6,5 milhões?! Será que esperava do Benfica o dobro ou o triplo por eles e agora compensa-o manobrando maliciosamente contra o meu clube, expondo o meu clube, envergonhando-o na praça pública?! Demasiado maquiavélico?! Quanto a mim, maquiavélico de menos.

4 comentários:

Jorge disse...

Muito bonito e, como se espera, palavroso. Mas criticar o mau pagador azul e branco, isso nada! Talvez porque a conta corrente está toda a cargo do Reinaldinho e as suas prendas para a arbitragem...

Miguel disse...

A verdade é que o Porto não pagou, está com dificuldades de tesouraria. Já na época passada o clube (e não a SAD) denotou alguns sinais. Isso sim merece preocupação. Talvez o Hulk seja a solução.

Unknown disse...

Muitas palavras, muitas acusações, mas a causa principal fica esquecida... Então e o pagamento dos jogadores dentro dos termos acordados? Não deve ser 'conveniente' para o seu clube 'colosso europeu' nem para os milhões que se pagam de bónus à sua administração e jogadores!

au culus ir disse...

Merdoso palavrex,o colosso nacional leva na peida de outro colosso.vai á igreja dos paneleiros e mafiosos rezar