domingo, outubro 30, 2011

«OU SEJA, ESTAMOS FODIDOS!»

«A EDP deve mais de 16 mil milhões de euros, as Águas de Portugal devem 6 mil milhões, a TAP deve 2,4 mil milhões, o sector público de transportes deve 16,8 mil milhões, o buraco das PPP ascende a mais de 60 mil milhões, e este governo ainda hesita sobre se deve ou não parar o Plano Nacional de Barragens, se deve ou não mandar parar imediatamente as barragens assassinas do Tua e do Sabor, entre outros motivos porque tem na pasta responsável uma advogada ferida de óbvios conflitos de interesse e um secretário de estado do ambiente cujo CV não poderia ser mais anti-ambiental. Ao contrário das hienas que clamam cinicamente por crescimento, a verdade é que não podemos crescer sem investimento, e não há investimento num país cuja dívida pública e privada somadas atingirão no próximo ano 360% do PIB. Ou seja, estamos fodidos!As nossas orelhas vão sangrar e muito. Teremos necessariamente que pendurar alguns dos responsáveis directos desta inqualificável desgraça. Não passaremos sem um pornográfico apertar de cinto e o empobrecimento dramático da classe média. Será completamente impossível deixar à iniciativa privada a resolução desta macro-desgraça. Terá que ser o Governo, reforçado com um Gabinete de Crise em funcionamento permanente e com poderes excepcionais, como já propus, a conduzir este navio, ferido por um enorme rombo no casco da solvabilidade, pelo mar pejado de traiçoeiros blocos de gelo em que decaíram a economia e o sistema financeiro mundiais.» O António Maria

Sem comentários: