domingo, outubro 23, 2011

O PROBLEMA É NÃO SE CORTAR SUFICIENTEMENTE

«O problema, por acaso, é justamente o facto de o Governo não cortar em tudo o que podia, e devia, cortar. O problema é o Governo pensar demasiado nas pessoas, quer enquanto fonte de impostos, quer enquanto beneficiárias abúlicas da redistribuição dos ditos. O problema é a sucessão de "estadistas" cuja generosidade missionária e rematada estupidez conduziu o país à desgraça vigente. O problema é um país que estrebucha contra o fim do Estado "social" quando cada "nova" decisão política desesperadamente alimenta o Estado "social" que torna o país inviável. Muitos problemas? Não há problema: a solução é sempre a mesma ou, como profetizava um economista em voga, a longo prazo estaremos todos mortos  e a curto Portugal também.» Alberto Gonçalves

2 comentários:

Daniel Santos disse...

Não sei quem é o senhor Alberto, mas não andarei muito longe se disser que é mais um especialista.

Miguel disse...

Eu diria que o problema é a não realização de reformas estruturais que refundem o país. Sem elas os sacrifícios serão em vão. É mais do mesmo.