quinta-feira, outubro 20, 2011

O PRAZER DE VER JOGAR O SPORTING

Eis uma noite absolutamente deliciosa em Alvalade: a equipa cresce e consolida um perfil e uma coesão notáveis. Perante o desconsolo que o meu FC Porto me tem proporcionado, só me vejo a pensar que lá, onde o Sporting mostra garra e uma paixão fantásticas de jogar e ganhar, que nos toca e galvaniza realmente, os jogadores do meu clube andam aos papéis e é como se perguntassem: «Mas que diabo é que o mister Vítor quer de nós?» À frente do meu clube há um líder murcho, inseguro e hesitante que naturalmente faz murcha e frouxa uma equipa que há um ano estava a caminho de ganhar quase tudo e era quase a mesma, tirando Falcao. Ou se tem ou não se tem. Domingos tem um carisma forte, forjado nas velhas Antas, acrisolado no meu FC Porto. É esse fogo que hoje vemos assolar os relvados, denodo sportinguista sempre numa ânsia incansável por baliza, orgulhando portugueses indivisos, estejam onde estiverem. Há muito tempo que não podíamos dizer do prazer que é ver jogar um Sporting verdadeiramente valioso para Portugal.

3 comentários:

Anónimo disse...

Pelo que me é dado observar, a equipa está desmotivada e descrente. Sem querer tirar mérito ao treinador (que os terá, certamente), parece-me óbvio que não é o tipo de pessoa que consiga galvanizar os jogadores. O problema é nitidamente psicológico. A equipa não corre, não luta, não mete o pé... Está nitidamente sem ânimo. Não entende o intuito do treinador, não o admira e não confia nele. A escolha de Vítor Pereira foi um erro de casting. Mas a construção e gestão do plantel também me parece deficiente e, às vezes, absurda. Comprar um jogador por 13 milhões para jogar apenas metade da época talvez não seja grande ideia. Não ter substituído o Falcão, idem. E não ter inscrito o Walter na Champions, idem, idem, aspas, aspas. A situação está muito degradada e exige uma nova liderança.

floribundus disse...

jogou com 12 contra 10.
o melhor jogador do scp foi o árbitro, pelo menos enquanto pedalei

Anónimo disse...

"o melhor jogador do scp foi o árbitro, pelo menos enquanto pedalei"


A piadola. Já estão de cu tremido.