sábado, agosto 22, 2009

PARVA, PORCA, TORPE REALIDADE

Define todo um carácter o triunfalismo bacoco da Ainda-Ministra, Tristemente, Fatalmente desqualificadora despreziva do professor. Um triunfalismo logo por cima do cadáver simbólico, mas também real, de muitos e muitas profissionais fustigados pela patorra elefantina de um Poder Perverso e Desonesto, ao longo de quatro anos e meio ajustando contas com o "mau profissional", o "preguiçoso", o "desobediente", o "não-avaliado" ainda por cima num sistema-Ensino feito de transições automáticas e forçosas para alunos ignorantes e insolentes. A Alcoviteira vicentina, com os virgos postiços do seu ofício, nunca imaginaria ter no Ministério da Educação do Século XXI uma espécie de metafórica descendência ou herança. O desígnio do Ensino é humanizar. O influxo humanizador dos professores para com milhares de alunos, todos os anos, supera de longe as valias e vantagens de esse ecrã sedentarizante, chamado Magalhães ou mesmo o deslumbramento com os ecrãs interactivos. A Solução Final, para todos os efeitos, também foi um sucesso. Esta ministra é um "sucesso". A realidade, porém, vai parva e vai torpe: «Todas as escolas estão ligadas à Internet a pelo menos 64 megabits por segundo e o rácio de alunos por computador passou de 18 para 5,6, entre 2005 e 2009, disse à Lusa a ministra da Educação.»

2 comentários:

David R. Oliveira disse...

Joshua ...
mas essa senhora sabe lá o que é um bit ou um byte.
Os papagaios e as araras também falam!
você fez-me recordar o meu ex-condiscípulo, que foi "apanhado" a seccionar um fio eléctrico para ... para ver como era o canal por onde se fazia o fluxo dos eletrões.
Abraço
David Oliveira

Anónimo disse...

O computador Magalhães é uma das mais recentes, maiores e mais potentes armas de que o grande Capital dispõe para alienar, deseducar, manipular e dominar, pela formatação, as crianças: os Homens e Mulheres de Amanhã.
Os Governantes que temos, mais não são do que caixeiros viajantes e propagandistas de um produto que interessa sobretudo a quem vai dominando o Mundo com as máscaras da
Democracia, da Liberdade e da Cultura.