quarta-feira, agosto 26, 2009

SUPREMO REGABOFE

Negar é mau. É preciso admitir por uma vez que a humanidade fraqueja aqui e na China. Sobretudo aqui, entre os pacóvios incapazes de indignação e murros preventivos na mesa vazia. Negar todos negam. Negar é um traço dos tempos e sobretudo de esta legislatura moribunda. Todos negam. Smith nega. Lopes da Mota nega. Alberto Costa nega. ASS nega. Toda a gente nega. Sócrates afirma com pose a mais teatral negação. Mas depois apura-se que todos prevaricaram grosseiramente e o país perdeu. Ricardo Cunha foi acusado de peculato e falsificação de documento por presumível apropriação de 344.299 euros, através da aquisição de objectos cujo pagamento era feito pelo Supremo Tribunal de Justiça e também pelo Gabinete do Ministro da República, o conselheiro José Mesquita. Teresa Alexandre é acusada de co-autoria de um crime de peculato e 21 crimes de falsificação. Além destes dois ex-responsáveis do Supremo Tribunal, uma dúzia de outros cúmplices foram recentemente notificados da acusação deduzida por uma procuradora do Departamento Central de Investigação e de Acção Penal (DCIAP). É incrível como as palavras de Ferraz da Costa* observam demonstração quotidiana. Que palavras? Não ter Portugal dimensão para se roubar tanto: «O Supremo Tribunal de Justiça nega que tenha sofrido uma situação de "alegado descontrolo administrativo", depois de o seu ex-administrador Ricardo Cunha e a sua ex-directora de serviços Teresa Alexandre terem sido acusados de peculato e falsificação de documento.»
________
* 1. «Em termos de política económica foi uma legislatura catastrófica. O Governo só governou por ausência de oposição. Arrancou com uns slogans pró-tecnologia cujo apogeu foi a Qimonda, o que demonstra que tudo isso tinha pouca ou nenhuma substância.»; 2. «Temos uma classe política e nalguns casos até governantes, onde se inclui o ex-ministro da Economia (Manuel Pinho), que não têm conhecimento da realidade. Qualquer pessoa com experiência em negócios internacionais percebe que fazer uma oficina com um único fornecedor e um único cliente não podia dar resultado. Ao ministro da Agricultura (Jaime Silva) tenho-o ouvido dizer coisas espantosas como, por exemplo, que a crise ainda não tinha chegado ao sector. Ele não servia nem para director-geral...»; 3. «Ninguém pode ser a favor do TGV, cujo único objectivo deve ser ir a Madrid ver o Ronaldo... Há anos que se tenta destruir a viabilidade do aeroporto da Portela. Não se avaliam os investimentos que são feitos, quanto se gasta. Rouba-se muito. O país não tem dimensão para se roubar tanto.»

5 comentários:

JotaB disse...

Portugal bateu no fundo.
Governantes incompetentes, corrupção/roubalheira a todos os níveis da administração.
Há que pôr um fim nisto.
Manifestação de 12 de Setembro :
http://forcemergente.blogspot.com/

JotaB disse...

Seria injusto não mencionar:
http://josemariamartins.blogspot.com/

Pata Negra disse...

Não vou por aí mas tenho de escolher um caminho - ficar aqui é que nunca!
Um abraço em campanha por outro caminho

Zé Muacho disse...

Por falar em roubar... aqui deixo esta notícia do Correio da Manhã:

"Almeirim: Todos com ficha criminal por roubo, furto ou tráfico de droga

Ladrões violentos com ajuda do Estado

A viagem sozinho a Fátima corria bem até que, de noite, ‘António’ decidiu parar só para tentar comer qualquer coisa. Voltou com um hamburguer ao carro e, sentado ao volante, mal se distraiu já tinha uma pistola e facas apontadas à cabeça. Acabou sequestrado hora e meia pelos quatro homens que, enquanto roubaram o que puderam do seu multibanco, ainda o espancaram e fecharam-no dentro da mala do carro.

A Polícia Judiciária já apanhou três, mas uma juíza libertou-os. E continuam a viver do Rendimento Social de Inserção.

De resto, há muito que conciliam os enormes rendimentos no mundo do crime com uma vida recheada de subsídios à custa do Estado – que vai pagando sempre, apesar dos longos registos criminais por roubo, furto e tráfico de droga. Um deles até já cumpriu duas penas de prisão por vários crimes violentos. Correio da Manhã"

É lindo não é?

JotaB disse...

Quando os políticos são acusados de corrupção e compadrio (gamanço) que esperar dos "pobres" cidadãos.
Com exemplos desses, ou há moralidade ou comem todos, pensarão...
Chegou a hora de pôr um fim nisto.
Vejam os blogs do Dr José Maria Martins e da Força Emergente.