sexta-feira, setembro 23, 2011

«A BOLA» ENQUANTO CIO



Certos jornalistas e certos treinadores não sabem mais o que escrever e dizer respectivamente. Nem sequer se trata de um bloqueio da paixão. Trata-se de irrisão. Quem, por exemplo, lê A Bola percebe por todo o lado e a cada momento um estado de cio benfiquista e um zelo exclusivo e ciumento que aquele jornal alimenta. E percebe que, para hoje, muito antes de o jogo se ter consumado, o FC Porto está mais fraco e já perdeu, assim como Vítor Pereira, o 'colaborador', também já perdeu e tem o mar para afogar as suas derrotas. Quantas palas e quanto ardor fanático!

Sem comentários: