sexta-feira, setembro 23, 2011

VINAGRE PREVISÍVEL

Parece evidente que o Benfica estudou bem o meu FC Porto e o meu FC Porto rebentou cedo de mais, convencido de que poderia gerir um resultado cedo procurado e cedo construído. Saber sofrer soube o Benfica. Há mais ansiedade, menos força psíquica, menos robustez mental na estrutura portista e por isso a paciência esgota-se nos momentos errados, especialmente quando se viu os encarnados imitarem o Feirense, suportando o volume atacante do adversário, poupando energias e respondendo em explosão. Não se pode jogar contra o novo Benfica sem um ponta de lança fixo, letal, que segure ali jogo, devolva bolas a quem vem de trás, pronto a recebê-las desmarcado. Walter tardou a entrar. Hulk precisa de quem lhe abra espaços na frente. Não se pode tardar em substituir o que rebenta demasiado cedo, como Varela. Vítor Pereira tem de se soltar. Sim, terá de voltar a ler de modo rápido o que se passe em campo e decidir sem contemplações e muito menos com hesitações. A propósito, Artur vale mais de metade dos encarnados e não fosse por ele seria bem mais complexo recuperar de duas ou três bolas de vantagem feitas. Quem dos azuis falhou escandalosamente que reflicta. O sucesso passa por aí. 

4 comentários:

Miguel disse...

Deixa-me acrescentar, desta vez Jorge Jesus não disparatou e o Porto não soube segurar o jogo a meio campo. O Hulk e Varela não estão no pico de forma e o Kléber ainda tem muito que aprender. Resta saber se o Porto tem tempo para o deixar crescer. No Benfica destaco Witsel, não apareceu muito no jogo, mas foi importante em termos de posicionamento a meio-campo. Vítor Pereira? À seis anos que conheço o seu trabalho, nunca me convenceu por inteiro. Sempre gostei mais do Leonardo Jardim ou do Quim Machado.

Anónimo disse...

O teu porto simula agressões a cada lançe disputado.a única defesa que o Artur fez foi a do kleber de resto foi tranquilo.mas pronto e o porto e ja se sabe que rouba durante mais de 20 anos de futebol!Benfica jogou bem tacticamente e o porto falhou a sua obrigação a jogar em casa.. Não há mérito nenhum do porto só do benfica que se tivesse um pouco mais de coragem ganhava o jogo visto k n jogou durante 45 min! saudações aos tripeiros.

FireHead disse...

Dois pontos perdidos pelo Benfica e um amargo de boca. Gostei do teatro que se assistiu. O estádio do Dragão tem tudo para ser o teatro dos sonhos 2, a seguir ao Old Trafford.

Anónimo disse...

É mesmo um desperdício muito grande entregar tanto talento ao dispor de gente que provavelmente deveria estar a tirar o tiricínio nos juniores. Empatar com o Feirense, já foi desmazêlo, voltar a perder pontos com uma equipa que veio para perder por poucos, já tem outro nome.