terça-feira, setembro 27, 2011

UM DEUS ENTRE OS POSTES

Bruno César e Witsel passeiam alguma classe, mas com o Benfica incapaz de marcar mais golos e humilhar um adversário nulo, é Artur quem o resgata de iminentes baldes de água fria. Sólido. Intransponível. Um deus entre os postes.

2 comentários:

Dylan disse...

Ui, que te deu?! Estás muito elogioso.:)

joshua disse...

Mas não esqueci aquela perninha levantada contra o Guarín... ehehehe