quinta-feira, setembro 22, 2011

EMBOSCADA AO DRAGÃO

Jorge Jesus esteve bem na conferência de imprensa. Aparentemente humilde. Aparentemente manso e contido. Aparentemente concedendo um favoritismo repartido. Nada de provocações. Nada de altivez. Mas a verdade é que o Benfica vai surgir com uma raiva letal no Dragão. Após o humilhante desnível de resultados da época passada, há todo um capital negativo de derrotas e de falta de títulos, que, pela calada, quererá inverter. Imagino a gula de triunfar contra a corrente do jogo, maximizando o erro, o lapso dos portistas. O contra-ataque e a expectativa do erro alheio, pois. A posse de bola faz do FC Porto vulnerável se se deixar vencer pela ansiedade. Conservar-se em cima do Benfica, como esteve em cima do Feirense, para nada? Para ganhar o jogo, o Porto precisa de atacar em absoluta serenidade, deverá usar e abusar da velocidade na construção atacante, assumir uma esmagadora posse de bola. Se o árbitro não interferir, se não se der por ele... 

Sem comentários: