domingo, setembro 25, 2011

HEMORRAGIA LIBERTÁRIA

Isto de o regime angolano, tal como consente prosseguir, pensar que pode estancar manifestações e reprimir revoluções só poderá descambar em hemorragias libertárias. Nesse ponto, Luanda  tal como Trípoli, o Cairo ou Tunes até há pouco entretidas a estancar coisas não entendíveis por tiranias preparadas para governar mil anos  é politicamente hemofílica.

Sem comentários: