quarta-feira, março 17, 2010

IGNISPÍCIO

Vejo, pelo fogo em que ardes, 
um trilho aceso a ouro e pus. 
Ígnio sorriso, labareda a contraluz, 
vestes a praia onde o mar brama e bruxuleia 
ao meu esgazeado fuzilar de córneas. Vejo.

Estudo em esteio o teu ardor
por afagar. Sei o futuro.
Concha. Mapa ou Estrelas.
Um salto alado de gazelas.  

Sem comentários: