terça-feira, março 09, 2010

PEC SEXYMBECIL

Tal como nos sai na rifa, o PEC português, entretanto segregado pelo grave Governo presidido pelo ainda mais grave e honesto Primadonna, corresponde à máxima imbecilização do cidadão. Ele imputa ao pobre contribuinte — faz recair de múltiplas formas sobre ele —, todas as responsabilidades pela manutenção intacta de um Estado Corrompido, Decadente, Danoso, Irremediavelmente Empobrecedor das inermes pessoas. O PEC é o culminar do Pacto-Que-Conta: esse entre os estômagos da partidocracia e dos que escarram nos portugueses. Amanham-se bem os apaniguados do PS e de um certo PSD convenientemente mexicanizado para melhor se associar à decorrente vampirização dos recursos. Nada mais caro nem mais trágico para todos. Símbolo absoluto do Regime, pelo seu lado, alegre e vaporoso, segue o magnífico imbecil reluzente que nunca se manca. Ele segue com o seu programa pessoal de poder. O seu grupúsculo de ávidos medra intacto. É com a felicidade estampada no rosto que vemos tal sexymbecil enterrar Portugal, paz à sua alma. Sim, porque Nada, País Nenhum, merece outro destino senão ficar em segundo plano diante da excelsa prioridade da sua pessoa, do brilho excelso que dimana de esse rosto laroca, amabilíssimo, supremo fornecedor de emoções vibratórias às matronas das feiras. Ele representa a suprema goleada do Regime ao destino insustentável português. Vaidade Pessoal do Primadonna 7 — Portugal 0.

3 comentários:

Quint disse...

Lendo-te chego à conclusão que à beira deste 7 a zero, perdermos por 5 a zero até foi um resultado do caralhão!
'Tamos tramndos, amigo!

joshua disse...

Estamos mesmo, meu caro!

balde-de-cal disse...

a este tipo de lixo humano diziam no meu tempo do liceu de Portalegre:
«seu monte»
por influência do castelhano «montone de mierda»