DOUTRINADORES

«É cíclico. De quando em vez, alguém faz o esforço de doutrinar o Paulo. O resultado é semelhante ao que acontece quando um casal de testemunhas de Jeová bate à porta de um católico praticante: dali não leva nada a não ser os ecos da irritação por causa de um certo olhar de superioridade moral e técnica. Isto é, a minha religião é melhor que a tua, o que devias estar a escrever é aquilo que eu acho que devias escrever. É uma presunção. Já aconteceu antes e ele irrita-se sempre com essa espécie de “testemunha de Jeová” que sabe melhor do que os outros o que deve ser escrito. É também um agente de uma espécie de absolutismo intelectual: só eu sei como se deve pensar e o que pensar. Poupem-me! Criem o vosso próprio “blog”. A sério, não é complicado, isto é, não preciso fazer uma acção de formação.»

Comments