sábado, setembro 25, 2010

PPC: OUTRO LÍDER MORTO

Passos Coelho está a ser assado pelo Governo. Na praça pública o verde líder está no ponto, a tostar lindamente, sob a dramatização manhosa da Crise pelo PS. No meio, há um País sodomizado como poucos países africanos ou da América Latina são literalmente sodomizados pelas suas "elites" depravadas, ávidas, imorais. Sócrates e Coelho. Dois líderes. O mesmo mal que se complementa, mas não se alterna. Um é politicamente ignóbil, humanamente rasca, mentalmente psicótico, egocêntrico, tirano: porque o é e todos consentem nisso sem se borrarem de vergonha. O outro é simplesmente ingénuo: decente, até nobre na linguagem política, pactuou de boa fé com o Mal, o puro Mal, sede de todos os vícios, residência de todas as gulas, o mau carácter de quem muitos não gostam de falar para se remeterem às ideias e assim julgar fugir de processos de intenção, quando um carácter desmesurado e maligno está completamente em causa. Coelho julgava levar a melhor de uma aliança maliciosa com um malicioso. Mais um líder a prazo no PSD. Este PS está habituado a encenações torpes. Faz-se de tudo, desde que as suas clientelas se conservem acima do interesse geral e a salvo da imagem negativa formulada a partir do exterior. Trinta e cinco anos depois, o vício é descomunal: clientelas vastas, parasitárias, incapazes de compaixão para com a gente comum comprimida de dificuldades. Incapazes sequer de perceber que País é este que estrangulam de austera tristeza por amor do seu estômago. O País do PS é um mundo à parte. Feliz. Comensal. Bojudo: nada falta aos seus. Os seus medram. Os seus vicejam. Os seus estão a salvo, menos Carrilho. Menos Henrique Neto. Menos certos socialistas decentes incapazes de se deixar licitar, depois espezinhados e menoscabados por causa da sua independência. Não importa se o PS governa bem ou mal. Importa destruir os líderes da oposição e durar. Abatê-los um após outro, com todas as armas do teatro vil. Com todos os recursos da comunicação mentirosa. Com todas as armadilhas da retórica.

4 comentários:

floribundus disse...

o meu caro Amigo
está cheio de 'força na verga'

Anónimo disse...

Você faz uma análise muito realista, escrevendo o que muitos se limitam a pensar.

José Domingos disse...

Os aventalados e dependentes mais a narco informação,fizeram a mesma coisa, que na 1ª república. O povo é o mesmo, saloio,iletrado e rural.
Não nos podemos queixar, temos o que merecemos.

Eduardo Freitas disse...

Há a acrescentar à reduzida lista o nome de Medeiros Ferreira.