domingo, setembro 26, 2010

NENÚFAR FATAL

Nas Nações Unidas, Sócrates, Sócrates, Sócrates, falou no primado do direito num País calcado aos pés por si em fartos domínios, incluindo o da Justiça. Um País desrespeitado por toneladas de leis labirínticas, práticas desigualitárias e arbitrariedades mil por ele exemplificadas. Um Nenúfar Fatal, este Sócrates! Quando o vejo a andar de Metro ou inaugurando Nadas, de cotovelos levantados e o olhar perdido entre acompanhantes de cenho temeroso, lembro aqueles personagens maneirentos do século XVIII, segundo o retrato maneirento que o cinema tece. Só lhe falta a peruca branca de bandós e os punhos de renda. Está ali um Rei-Sol portando o trágico eclipse de Portugal.

3 comentários:

floribundus disse...

a cicuta também pertence à flora do rectângulo deste fascismo.
o verdadeiro deve ter tomado 12 g de sementes num copo de vinho.
a descrição da sintomatologia do envenenamento aparece na Apologia escrita por Platão

O Puma disse...

Portugal sequestrado

Daniel Santos disse...

não estás feliz pelo nosso PM ter feito um brilharete na ONU? Ingrato.