quinta-feira, setembro 09, 2010

PEÇONHA E ESCRUTÍNIO

«Este era um belo trabalho de investigação jornalística que o Jornal de Negócios poderia promover, em vez de malhar nos professores. Deixo-lhe exíguas pistas. Quanto se gastou, e com que resultados, nos programas de modernização tecnológica das escolas? Só os últimos portáteis a entregar a crianças que deles não necessitam importam em 50 milhões de euros. Quanto custou até agora cada metro quadrado a construir pela Parque Escolar? Quanto custam a avaliação do desempenho e a gestão das escolas, que destruíram a estabilidade dos professores? Quanto custa cada aluno dos mais que polémicos Cursos de Educação e Formação (CEF) e Cursos de Educação e Formação para Adultos (EFA)? Quanto custaram o Plano de Recuperação de Matemática e todos os outros que se criam porque o que devia funcionar não funciona?»

Sem comentários: