terça-feira, setembro 21, 2010

RETALIAR, EXILAR, DEMITIR

Não criticarás a Situação. Não te oporás àquele cuja grenha grisalha brilha acima de todas as calvas e grenhas de líderes europeus e, por que não?, mundiais, flutuando gracioso numa vaporosa aura de majestade indiscutível. Não escreverás livros a criticar o suprassumo das políticas e dos políticos: livro que seja livro, aliás, só existe O Menino de Ouro do PS. Não darás entrevistas, sobretudo se foste ex-ministro socialista e agora lanças dardos como um tal E Agora? Por uma nova República – cuja editora, a Sextante, depois culpe pela demissão-retaliação de que obviamente foste alvo o Chefe Supremo de um País loucamente endividado e num ainda mais insano défice: «Manuel Maria Carrilho acaba de ser demitido das suas funções devido à publicação do livro»Não darás entrevistas ao Expresso a propósito do teu livro em que criticas projectos como o dos computadores Magalhães e o Programa Novas Oportunidades. Capisci?

4 comentários:

manuel gouveia disse...

Amen.

floribundus disse...

'la solita cagata'

Anónimo disse...

Portar-te-às como o Ferro Rodrigues, ok?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.