quarta-feira, dezembro 22, 2010

HIBRIDISMO PANTANOSO

Passos Coelho não consegue imaginar uma série de cenários, aguarda ataques virulentos da enguia socratista, mas poucos têm dúvidas de que Alegre perderá pesadamente sobretudo pela covardia de se não declarar como suprapartidário, por não romper com este PS vicioso e por representar o hibridismo discursivo mais pantanoso e desastrado das esquerdas de conveniência. Será interessante avaliar o grau de humilhação que o aguarda no dia 23.

1 comentário:

floribundus disse...

o desinteresse tomou conta do pessoal.
a abstenção não favorece ninguém.
o rectângulo definha
com gente sem espinha dorasl.
só vermes