quinta-feira, dezembro 16, 2010

VALUPI, O CHOURIÇO

O cromo socratista do Valupi atira-se a Fernando Nobre com a verve bruta do paquiderme entre loiça. O que se estranha nesse ataque gratuito e desproporcionado é que a barragem de fogo vá para cima de alguém mediaticamente irrelevante. Trata-se de um bom sinal. Nobre arrisca-se a fazer à candidatura de Alegre o que Alegre fez à de Soares, há cinco anos: humilhá-la. É o mais certo até porque as vozes do Sistema Corrupto Partidocrata cantam o seu canto do cisne precisamente com asnos portentosos como o Valupi. Alegre merece estatelar-se. Anulou-se e desbaratou apoios mergulhando numa antítese política, entre o PS-Governo, esse farrapo, e o BE, essa inconsequência protestativa. 

1 comentário:

francisco disse...

Nem mais.