quinta-feira, maio 08, 2008

SÍNTESE MEFISTOFÉLICA. «USE THE FORCE, LUKE!»


Está visto que a menor das prioridades de esta Política
são as pessoas mais necessitadas
e, se de repente surgem como prioridade nos discursos e nas inaugurações,
é só por inerência, por decorrência, por arrastamento,
por conveniência imagética e sondagística do Querido Líder, coisa prioritária!,
nunca por convicção íntima, por sentido humanístico profundo,
por honestidade essencial à vocação política pura.
lkj
A Política no bom sentido, no sentido tradicional e milenar,
não é estar ao serviço dos interesses unilaterais do Poder Económico,
com vista a vantagens pessoais futuras-Coelho Jorge-Engil,
Poder Económico cujos agentes e beneficiários das benesses e favorecimentos estatais
estão sob escrutínio apertado de este Governo segundo critérios mais que duvidosos,
como denunciou ontem Manuela Ferreira Leite,
na Grande Entrevista, à Judite (Coito-Interrompido) de Sousa.
A Política no bom sentido é estar ao serviço da equidade,
da justiça equitativa, do desenvolvimento sustentado de uma Nação.
Se queremos crime, crispação, violência e perturbação,
basta empobrecer e desesperar a quase sáurio-extinta Classe Média portuguesa.
lkj
Ora o resumo seguinte do meu amigo João Severino
expõe precisamente a Coerência Mefistofélica das actuais Políticas de Loucura.
Porque quando as pessoas desprotegidas não interessam à Política,
são desprezadas pela Política, são enganadas pela Política,
são preteridas pela Política em favor dos Boys-Vampiros i tutti quanti mamam
e mamam do lado instancável da Despesa do Estado,
quando as pessoas são desamparadas pela Política,
que lhes vai aos bolsos secos pelo Fisco Abusivo,
que lhes vai aos Certificados de Aforro desvalorizando-os ilícita, imoral e oportunisticamente,
quando a Política só baba pelas Mega-Empresas de Sucesso
e de Internacionalização Feliz,
é porque a Política, no mínimo,
anda a Pactuar com o Demo e a preferir claramente
o lado Vaidoso-Negro da Força.
lkj
Não haverá por aí uma Voz Imortal que nos concite a reagir
e nos diga qualquer coisa como «Use the Force, Luke!»?
lkj
Eis a síntese do meu amigo:
lkj
lkj
Uma adolescente de 16 anos pode fazer livremente um aborto
mas não pode pôr um piercing.
lkj
Um cônjuge para se divorciar, basta pedir.
Um empregador para despedir um trabalhador que o agrediu
precisa de uma sentença judicial que demora 5 anos a sair.
lkj
Na escola um professor é agredido por um aluno.
O professor nada pode fazer, porque a sua progressão na carreira
está dependente da nota que dá ao seu aluno.
lkjlkj
Um jovem de 18 anos recebe €200 do Estado para não trabalhar;
um idoso recebe de reforma €236 depois de toda uma vida do trabalho.
lkj
Um marido oferece um anel à sua mulher e tem de declarar a doação ao fisco.
O mesmo fisco penhora indevidamente o salário de um trabalhador
e demora 3 anos a corrigir o erro.
lkj
O Estado que gasta 6 mil milhões de euros no novo Aeroporto da Ota
recusa-se a baixar impostos porque não tem dinheiro.
lkj
Nas zonas mais problemáticas das áreas urbanas existe 1 polícia para cada 2.000 habitantes;
o Governo diz que não precisa de mais polícias.
lkj
Numa empreitada pública, os trabalhadores são todos imigrantes ilegais,
que recebem abaixo do salário mínimo e o Estado não fiscaliza.
lkj
Num café, o proprietário vê o seu estabelecimento ser encerrado
só porque não tinha uma placa a dizer que é proibido fumar.
lkj
Um cão ataca uma criança e o Governo faz uma lei.
lkjlkj
Um professor é sovado por um aluno e o Governo diz que a culpa é das causas sociais.
çlk
O IVA de um preservativo é 5%. O IVA de uma cadeirinha de automóvel,
obrigatória para quem tem filhos até aos 12 anos, é 21%.
lkj
Numa entrevista à televisão, o primeiro-ministro define a Política
como "A Arte de aprender a viver com a decepção".
Estaremos, como portugueses,
condenados a aprender a viver com este primeiro-ministro?»

2 comentários:

Joaninha disse...

"Um jovem de 18 anos recebe €200 do Estado para não trabalhar;
um idoso recebe de reforma €236 depois de toda uma vida do trabalho."

É lindo não é?

Dá vontde de dar uma sofa a alguem,

"Um cão ataca uma criança e o Governo faz uma lei.

Um professor é sovado por um aluno e o Governo diz que a culpa é das causas sociais"

O cão morder a alguem tb é por causas sociais, foi porque o dono deixou :)

bjs

mafaola disse...

Condenados sem perdão...