quarta-feira, agosto 20, 2008

OS CACHIMBOS DA PAZ ABREM FENDAS


Não sabemos o que representará para nós esta nova fase da escalada verbal
entre a Rússia e a NATO, com alternância na subida de tom,
e sobretudo com este passo em modo acelerado, a instalação do Escudo Anti-Mísseis,
nas barbas daquele imenso país. Depois da Polónia, será a vez da República Checa.
De certo modo, os cachimbos da paz, todos os cachimbos da paz
abrem sérias fendas. Cheira a que se quebrem ritualmente.
Há dez anos isto talvez não levantasse problemas,
mas agora que a Rússia tem dinheiro, tem poder, tem petróleo e tem gás,
e com tudo isso, tem também a Europa sob a sua dependência energética,
temos a temer que tenha regressado à sua natureza absolutamente orgulhosa
com tonalidade nacionalística no sentido instável do termo.

2 comentários:

quink644 disse...

E ao que parece está a pensar fazer as suas próprias bases de mísseis na Síria... Isto está a ficar bonito...
Um abraço

ricest disse...

Bom a Russia sempre teve petroleo gas e poder...Ah! já me esquecia e sempre pertenceu à Europa, que começa aqui e acaba lá...porque será que não os consideramos como tal?...interrogo-me...