sexta-feira, agosto 22, 2008

O GELO DA GUERRA ABERTA


O problema da imiscigenação internacional da Rússia
é um problema de democracia inexistente, reprimida, desprezada,
talvez culturalmente impossível.
lkj
É fácil frequentarem agora os dirigentes as missas ortodoxas,
entrar nas Igrejas outrora perseguidas, embeber-se da sua força simbólica de Raiz e Matriz,
para acreditar no desígnio da Mãe Rússia pela força bruta, enquanto argumento
e nas antigas prerrogativas imperiais, enquanto justificação,
porque agora o dinheiro do petróleo e do gás flui e mistura-se, avolumado,
na agenda dos poderes mafiosos da mais diversa espécie.
Anda no ar um clima orangotangoniano ao contrário e muito mais chimpanzé,
quando lhes dá uma urgência por carne símia de outro macaco menor qualquer:
«A Rússia suspendeu, até novas ordens, a cooperação militar com a NATO, reagindo a uma medida idêntica adoptada no início da semana pelos países da Aliança Atlântica. Esta tarde, o chefe da diplomacia de Moscovo avisou que a organização precisa mais da Rússia do que o contrário.» [Público]

1 comentário:

Tiago R Cardoso disse...

O problema é que é isso mesmo, precisa mais a Nato da cooperação Russa que ao contrário.