quinta-feira, agosto 21, 2008

CONTA-GOTAS DA VERDADE



Como a verdade e a informação são servidas a conta-gotas, não impactam.
O país das maravilhas vai, lentamente revelando os seus macro-horrores,
já estamos suficientemente elucidados dos horrores individuais:
lkj
«O défice externo português aumentou 31 por cento na primeira metade do ano, com os portugueses cada vez mais endividados junto do exterior, segundo os dados do Banco de Portugal hoje divulgados.
lkj
De acordo com o boletim estatístico, entre Janeiro e Junho as necessidades de financiamento externas (medidas pelo défice conjunto das balanças corrente e de capital) subiram em 2.102 milhões de euros para 8,8 mil milhões de euros.
lkj
A justificar esta subida está o aumento do défice da balança corrente (com uma subida do défice da balança de mercadorias e de rendimentos), já que o excedente da balança de capital cresceu. No último relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI), a instituição alertou para a necessidade de os portugueses aumentarem a poupança para limitar o défice externo, dizendo que todos os sectores se devem ajustar e poupar mais.
lkj
Em Julho, o Banco de Portugal anunciou, no boletim económico de Verão, que o défice externo português deve subir este ano para perto dos 11 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), o valor mais elevado em 26 anos [Público]

1 comentário:

Pata Negra disse...

Se há alguém que deva estar calado nesta trampa em que se tranformou o país são os economistas portugueses, sempre a mandarem larechas, sentenças, previsões, soluções, créditos, lucors, débitos, números e números...
E agora? Deviam calar-se! Mas não! Continuam, com a maior desfaçatez, a debitar!
Já não acredito noutros números que não sejam os do meu orçamento familiar!
Eu vou mas é ao futebol! Marrazes! Marrazes! Viva o Porto! Viva o Benfica!
Um abraço de pai de família