domingo, fevereiro 07, 2010

E AGORA NADA

Agora? Já se sabe, Tiago, que agora nada! Cavaco ainda não dispõe das condições de Sampaio nem nunca disporá da respectiva ratice oportunística. Sócrates tem apalpado terreno e sabe, ou julga saber, que o caos e a crispação político-social, a sensação de impunidade, a perpétua contradição entre a palavra e a acção, a interferência nos demais poderes independentes, lhe não beliscam a popularidade e a fatalidade de termos de o aturar. A chamada esquerda moderna e moderada afinal não tem, afinal, qualquer vergonha na cara. Sócrates vai, portanto, continuar a passar todas as provas de horripilante político com distinção. Nesta escalada do mau para o péssimo, quando outros adversários e jornalistas incómodos começarem a tombar literalmente, se não for nada com toda a gente, toda a gente continuará a ignorar o problema e o senhor Presidente também, pois nele quase tudo obedece ao primado da reeleição. Sócrates é uma Primadonna narcísica. Cavaco o cúmplice do costume.

1 comentário:

Anónimo disse...

Já o cidadão Manuel Alegre tem reforma por ter sido funcionário da Rádio Difusão Portuguesa e também na qualidade de ex-político. A lei também a ele lhe permite estas mordomias.

Ao que parece, ambos serão candidatos às eleições presidenciais de 2011. Um dos dois será seguramente eleito, pelo que é desde já garantido que iremos ter um reformado a Presidente da República a partir de 2011. É no mínimo estranho.

A escolha é pois entre um Presidente reformado de esquerda ou um reformado de direita.

As reformas de que o país precisa não são estas. São de outro tipo. Uma das mais prementes seria justamente acabar de imediato com a acumulação de reformas milionárias com salários. Tudo à custa do Estado, num país onde há milhares de pensões de sobrevivência e onde os salários são de miséria.

É até imoral. Mas parece que nesta matéria, nem políticos de direita nem esquerda têm vontade de acabar com esta imoralidade.

São mais as reformas que os unem do que as ideias que os separam