domingo, fevereiro 14, 2010

A PETIÇÃO IMORAL DO POLVO

Não quero acreditar que há lata para petições em favor do Polvo. Quatrocentos? Devem ser tantos avençados, tantos postos nas múltiplas tetas do bom mamar em serviço servil da Mentira, que estão em pânico perante a simples escorrência da verdade da qual naturalmente decorreria a perda dos tachos. Isto não é só a queda do Primadonna e da rede tentacular que montou. É o desemprego qualificado para muitos boys igualmente desesperados por razões de estômago e de desnudamento dos processos mais asquerosos de fazer política contra Portugal e a favor dos interesses mais mesquinhos de permanência a todo o transe no Poder, possa o Povo  danar-se e ser liquidado no processo. Qual a moral para petições em favor do Primadonna, dos métodos do Primadonna, das mentiras e trapalhadas do Primadonna, sobretudo em face do que um homem corajoso desvenda sobre os Abrantes e a promiscuidade entre a compita eleitoral do PS, o rigor dos números e a informação tão privilegiada quanto sonegada à Opinião Pública a partir do cerne mesmo do anterior Governo? Não deve ser à toa que o post onde consta o seguinte pura e simplesmente desapareceu?: «Carlos Guimarães Pinto diz-nos que há assessores governativos anónimos. Que injustiça. O conceito de "Abrantes" é muito mais abrangente do que a Câmara Corporativa. Abarca uma gama de funcionários e avençados que presta assessoria em Gabinetes e produz documentos que antes e depois das eleições circulavam para difusão propagandística. Eram anónimos? Até se saber o nome. Pronto, está bem, não se chamavam Abrantes. Mas tendo o outro dia sido desafiado a revelar quem era o Abrantes, prefiro basear-me num mail que recebi a 6 de Agosto, do actual deputado João Galamba, no tempo do Simplex, forward de um mail que ele tinha recebido de um assessor do então Ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva. Por sua vez reencaminhado do Tiago Antunes, actuamente chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Primeiro Ministro, Almeida Ribeiro, que o reencaminhava do assessor económico do Primeiro Ministro Óscar Gaspar, actualmente Secretário de Estado da Saúde. Rede tentacular? [...] «E agora, Abrantes? Querem que se diga quem mais enviou informação ao candidato a deputado? Há mais secretários de estado, chefes de gabinete e afins. Mas o que eu gostava mesmo de saber é afinal com quem jantou o Eduardo Pitta, para garantir que o Miguel Abrantes era uno e indivisível?» Carlos Santos

3 comentários:

Anónimo disse...

O polvo existe mas é no jornalismo, impune e veiado de interesses muito, mas muito escuros.

Anónimo disse...

A postura que Sócrates tem vindo a assumir só tem 2 leituras possíveis:
Ou é descaradamente mentiroso e manipulador sobre a nossa realidade nacional ou é completamente ignorante e profissionalmente muito mal preparado, ao ponto de não ter qualquer capacidade de análise sobre a nossa situação económica - o que não acredito!

Joaquim Ferreira disse...

UMA TEMÁTICA À PARTE... OU NEM POR ISSO... Perdoem-me mas não a posso deixar passar despercebida.
Trata-se de uma mensagem dirigida a todos os portugueses interessados em mais justiça, mais transparência, mais exigência na dedicação e empenho na por parte dos Políticos Portugueses na construção de um país mais justo. Vamos Mudar a Politiquice em Portugal...
Numa época em que cada vez mais se fala na necessidade de avaliação de todos, o exemplo deve começar por cima, isto é, pelos próprios políticos, únicos "empregados" que devem servir o Povo Português, mas que decidem o seu próprio salário.
Vamos nós determinar quanto podem receber. Eles são nossos funcionários... E foram candidatos porque quiseram...
Por isso, está online uma petição que valerá a pena... Basta que os portugueses queiram que seja uma realidade... Não há mais lugar para ataque aos vencimentos dos políticos se esta petição morrer pelo caminho. Chegou a HORA DA VERDADE... Vamos colocar os políticos AO SERVIÇO DO PAÍS e não a SERVIREM-SE DO PAÍS.! Leiam... Petição Por Políticos Mais Responsáveis.
Se é contribuinte neste país e sente-se "assaltado" ou simplesmente "escandalizado" com o que se paga como salário e ajudas aos políticos? Vamos colocar uma ordem nisto... Que os que servem o povo sejam reconhecidos pelo que fazem... avaliados e como tal, merecedores do que recebem... Está uma petição on-line disponível.
Aqui fica o link da Ler a Petição . Por favor, leia a petição até ao fim... Cremos que vale a pena! Para assinar, existe um botão que abre a janela ou então, volte aqui e escolha Assinar a Petição “Por Políticos Mais Responsáveis”..
Este é um assunto diferente do tratado. Mas creio que merece ser divulgado... Perdoem-me este pequeno abuso...
Não Calarei A Minha Voz... Até Que O Teclado Se Rompa !