sábado, fevereiro 20, 2010

ESTRATÉGIA, OPERAÇÃO, CAMPANHA

"Compreenderás que a real identidade das pessoas [que fazem o Câmara Corporativa] é protegida por motivos de segurança e da própria viabilidade do projecto. É, aliás, extraordinário que passado este tempo todo ainda não se saiba quem o Miguel Abrantes é, o que mostra que o cuidado que existe tem resultado. (...) O Câmara Corporativa é feito por várias pessoas que contribuem com regularidade variada. O Miguel Abrantes é o... Miguel Abrantes. E depois há outras pessoas."
Excerto de um e-mail de Hugo Mendes, assessor de Almeida Ribeiro, secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, divulgado ontem no CM

«Aquilo que todos já sabiam foi ontem confirmado pelo Correio da Manhã, ao longo de duas páginas assinadas por Eduardo Dâmaso, Tânia Laranjo e Manuela Teixeira: assessores e adjuntos do Governo alimentam um blogue que se especializou na calúnia, na injúria e no servilismo histérico a José Sócrates. Sempre sob a capa do anonimato: a sigla Miguel Abrantes, como surge agora confirmado no e-mail de Hugo Mendes tornado público, é uma espécie de franchising que agrupa um grupo de boys que fazem no Executivo o mesmo que o confrade Rui Pedro Soares fazia na comissão executiva da PT: fretes ao primeiro-ministro. Com o acréscimo de comodidade, para os "cooperativos", de o fazerem a coberto do anonimato. A partir de agora, diz-nos o Correio da Manhã, em cada post "cooperativo", onde se lê "Abrantes" deverá ler-se Hugo Mendes. E Tiago Antunes, outro boy do gabinete de Almeida Ribeiro, entretanto promovido a chefe de gabinete. E André Figueiredo, assessor de Socrates no partido. E talvez o próprio Almeida Ribeiro lá faça uma perninha, reforçando os turnos de fim de semana. Grande franchising. Desvendada publicamente a autoria, há que fazer agora os competentes exercícios de exegese dos textos. Por mim, sugiro que se comece por todos os que se relacionam com o Presidente da República: haverá lá material suficiente para proporcionar uma tese de doutoramento. A não ser que aquela corajosa rapaziada tenha passado a manhã de hoje a apagar o arquivo, não vá o "Chefe" chamuscar-se agora também com mais esta maçada.» Pedro Correia

Sem comentários: