sexta-feira, novembro 28, 2008

ANARCA, FASCISTA, HORRÍVEL


Tenho ouvido a rua e o que pensa sobre a Ministra e as suas políticas.
De um modo geral, sabem todos muito pouco sobre o que está em causa
e muito menos ainda sobre os métodos de abordagem, verdadeiramente aberrantes
e bizarros, falhos de qualquer legalidade e sentido democrático, empregues
a todo o custo por este governo sem credibilidade para que torcionariamente
leve por diante a devastação a que se tem proposto. No entanto, à rua agrada
aquele pouco que colhe de tal acção, de «que ela está a pôr a classe na ordem»,
que «havia desmandos sem tamanho na escola pública».
Por outras palavras, a capacidade da propaganda para intoxicar a rua
de meias-verdades e visões periféricas e hemisféricas dos problemas
colhe alguns resultados e esses resultados basicamente são a indiferença
ou a opção favorável às políticas do ME, sejam elas quais forem.
lkj
Quem ouvisse hoje, ao final da tarde, os partidos da Oposição no Parlamento,
Os Verdes, BE, PCP, PP e PSD, diante do facto consumado e incorrigível
do OE 2009, e os ouvisse com a mesma indiferença que a rua testemunha
perante um processo que penaliza e torciona uma classe,
também não poderia interessar-se pelo facto de que todos consideram o Governo
incompetente, mentiroso, mentiroso, mentiroso, autoritário, desonesto,
e dão exemplos que deveriam fazer corar de vergonha o sorriso enganoso do PM
que depois vem disfarçar e simplificar o seu nulo País Utópico com o célebre e batido
«Só sabem dizer mal», história do menino e do lobo.
O que faz a pintura de Galileu no encimar de esta posta? Não é ele o símbolo
do que singnifica estar certo, matematicamente certo, cientificamente correcto,
e no entanto ser obrigado a abjurar e professar princípios errados
em nome de uma Fé cuja desfocada teogonia de todo o não deveria exigir?
Não se tem comportado o ME e o Governo como tal torcionário e bruto inquisidor?
Há em Portugal um povo que agoniza de penúria e de fisco mais que excessivo
enquanto os ricos ficam a abarrotar de riqueza tributariamente intocável.
Há em Portugal uma hostilização desproporcionada e doida de classes profissionais
com vista à poupança de uns trocos que facilmente se malbaratam em pompa
e publicidade enganosa. Tempo de avales para poucos e de miséria para muitos.
lkj
Este Governo jogou o jogo dos poderosos e tem esmagado despudoradamente
a grande maioria dos portugueses, cada vez mais pobres e esmagados.
Que é um Governo apoiado em propaganda enganosa,
em fantasias, numa teimosia e avareza impressionantes,
que é um governo que desmobiliza as pessoas e as deprime,
que não respeita a sua dignidade,
que não promove o bem-estar, que não sabe o que seja justiça fiscal,
que não usa de bom senso nem tem criatividade, não tem rasgo, só vulgaridade,
oprime a quem mais sucumbe a essa pressão criminosa,
desinteressado das pessoas, mas interessados em índices e indicadores frios e mentirosos,
incapaz de integrar um proposta que fosse das oposições. É ver a RTP
comportar-se como a TV do PS que é, servindo futebol e irrelevâncias
em vez da reacção devastadora das oposições ao OE.
ljj
Em suma, a indiferença, a superficialidade e a ignorância gerais jogam a favor
da incompetência e desgoverno do Governo, olimpicamente desprezivo
das pessoas comuns, mas não da Banca, da Regulação do BdP que não regula,
e de todas as manobras de diversão com que os seus galfarros visam enlamear outros.
A mesma indiferença, superficialidade e ignorância gerais, o grande desânimo nacional,
explicam a decorrente frigidez de um povo, temeroso e tímido
que não reage perante um Governo teimoso, atabalhoado e brutal
nas suas chamadas reformas: violência pura e combate por salvar face sádica
e prestígio corrompido. Uma face informal do poder que se manifesta
Anarca, Fascista e Horrível, socialmente insensível,
humanamente desprezível porque despreziva das pessoas concretas.
Não reajam, não se organizem nem façam nada, não!

6 comentários:

José Lopes disse...

Coitado do Galileu, que não merecia estar acompanhado por tal gentalha, logo ele que até já foi perdoado por quem o obrigou a afirmar o contrário do que pensava, e que só por pensar certo foi excomungado.
Bfds
Cumps

André Campos disse...

Belo post. Simplificando coisas que são muito complexas - em certa medida, as governações portuguesas desde há muito que se criam nos seus cidadãos sentimentos como este que expressas aqui. E, tal como também pareces querer frisar, as gentes normais agudizam estes mesmos sentimentos. Também parece ser verdade que uma coisa e outra não são totalmente distintas. E se Galileu foi activamente rejeitado, os galileus que, da massa, erguem o punho e a voz, sofrem ainda pior tratamento: são desprezados, desvalorizados e descridibilizados.
Mas isso será também uma forma de felicidade.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

O Governo é uma merda, a ministra é outra merda e os professores são uma classe exemplar??

Conheço muitos grupos de trabalhadores bem fodidos por este governos e ao que parece só os professores são coitadinhos....

Realmente é o país que temos, afinal cada um só sofre por si e só lambe as suas feridas!!

Bom fim de semana

M. Alexandre disse...

Que comentário tao a despropósito. Arrisco ate a dizer vulgar. Que falta de inteligencia.
Realmente este governo é fantastico.

M. Alexandre disse...

Desculpem, mas a referÊncia do meu comentário é ao da Korrosiva.
obrigado

Anónimo disse...

Os Profesores não são nenhuns "coitadinhos".Nem é isso que se depreesnde do Post.A corrosiva não sabe analisar um texto? Os Professores apenas LUTAM contra este sistema podre.Se a Korrosiva não luta, o que ganha em desvalorizar a luta dos outros? Ganha com a desgraça alheia? É corrosiva ou sádica? Ou masoquista? Gosta de sofrer calada, esteja à vontade. Há quem não se vergue e lute.Se fossemos coitadinhos, agíamos como a Korrosiva.Mas não.Lutamos.Alguma coisa contra?