domingo, novembro 09, 2008

POEMA MAIS QUE RELIGIOSO


Naquela hora sobreveio ao meu olhar e respiração, verdes ambos,
uma serenidade ainda maior que a serenidade,
uma humildade ainda maior que a humildade. Que lixo todos os combates
perante este morrer de amor!

11 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

e muito bem!

Fá menor disse...

Este é o poema que nos deixa extasiados! O milagre mais puro e doce que os sentidos podem contemplar...
Abraço-te(vos)

antonio ganhão disse...

Todos os milagres são assim: um morrer de amor ao qual soçobram todos os combates.

Parabéns e felicidades!

Joaquim Alves disse...

É um momento sublime, ou melhor é um milagre no momento ou o momento do milagre.

Abraço, parabéns e que Deus vos abençoe.

Anónimo disse...

:) muitos parabéns!!
Felicidades

♥ Denise BC ♥ disse...

Um grande momento.
Bjs Brasileiros

Anónimo disse...

Um enorme abraço e que encontres inspiração, sapiência e forças neste novo amor que assim te nasce!

Joaninha disse...

Parabens!!!

Beijos meu carissimo amigo.

Yaman Efe'nin Günlüğü disse...

Thanks:)))

joãoeduardoseverino disse...

Viva a Miss Portugal! Parabéns, meu caro, e um beijo à mãe. Que tenhas a maior sorte do mundo para poderes criar o rebento com muita felicidade juntinha ao amor imenso.
Abraço amigo

Juℓi Ribeiro disse...

Querido amigo:

Um momento perfeito!
Atemporal...
"Morrer de amor"

Imensamente feliz por
receber tua visita.
Um abraço fraterno e feliz.
Beijo.