quarta-feira, novembro 19, 2008

VINTE E QUATRO CÊNTIMOS


Alguém, nunca saberei quem, mas pode bem ter sido um fantasma amistoso,
com um gesto simples do seu dedo sobre o rato, fez com que eu ganhasse
ontem vinte e quatro cêntimos numa das plataformas de publicidade
que esta minha página alberga. Talvez lhe tenha chamado a atenção
o regresso de Dido ou um aspecto colorido e chamativo qualquer nela.
Talvez tivesse sido, como quase sempre o é, completamente aleatório.
lkj
Não sei.
lkj
Sei que, verificando os meus ganhos todos os dias para fazer um balanço
dos consecutivos zeros habituais e continuar a exercitar uma esperança resistente
de acumular algum legítimo, e vendo esse clique e os vinte e quatro cêntimos a ele relativos
dei por mim comovido por isso, por esse facto tão raro. Sobreviver dá nestas coisas.
lkj
Esta minha cana de pesca, Indomável, é bem discreta e magra, insisto,
mas, afinal, de quando em quando, lá pesca o peixinho mínimo
para meio café acumulando até ao café inteiro
de um dia destes esparso e qualquer.

2 comentários:

Anónimo disse...

grão a grão.... ;)

Tiago R Cardoso disse...

é pá, vou tratar de ver alguns para ver se te sai mais 24 cêntimos.