segunda-feira, novembro 17, 2008

VALTER, PEDREIRA, LURDES ACUADOS NO WC


Fica provado que o bom comportamento manifestativo dos docentes
não produz resultados tão eficientes e rápidos
quanto uma boa carga de ovos e de tomates discentes.
Na verdade, procurando esvaziar o balão da contestação em múltiplas frentes,
o ME mostra de que massa é feito: se recua, recua subrepticiamente
e chama-lhe clarificação, como é hoje o caso quanto a alguns pontos controversos
do Estatuto do Aluno. Se não recua, não-recuo fundamentado na aferição
do lado da rua que não contesta, que não sabe nem quer saber,
chama-lhe determinação. O certo é que o posicionamento do ME
contra os professores não é uma cidadela inexpugnável. Abre brechas
na medida em que os Media de forma ousada vêm desmontando,
perante a sociedade inquisitiva e curiosa, essa trama sórdida,
inédita na Comunidade Europeia, despropositada e desproporcional,
com que os professores foram envolvidos
e na medida também em que muita e boa bloga
pratica um múnus informativo e formativo, corroendo ousada e criativamente
essa vexatória chantagem ministerial com boas e legítimas razões
que assistem a quem contesta.
lkj
A galinha poedeira triunfa, portanto, e o ME toma já finalmente ares de acuado no WC.
Convém ressalvar que a CONFAP, cada vez mais, representa não os pais, mas o ME,
é uma espécie de legitimação de papel daquele e Albino Almeida um divertido fantoche.

Sem comentários: