quarta-feira, novembro 19, 2008

MINISTRO ASS HOLÍSTICO DA PROPAGANDA


No dia do grande e-mail ou mega-e-mail de um organismo do ME, a DGRHE,
pelo qual se procurou vincular aflitivamente todos os docentes ao modelo da discórdia,
mediante a remissão para uma plataforma informática na qual os professores
poderiam lançar os seus objectivos, temos novamente Augusto Santos Silva [ASS],
na sua célebre função de comentador sindical a falar do extremismo da Fenprof.
lkj
É espantoso que, no meio de toda esta guerra, o ministro da propaganda parlamentar
do Zeca Führer, ASS, ache que esquecemos o papel incendiário e extremista
desempenhado por uma mulher impositiva desde o primeiro momento,
proveniente, ela sim, da longínqua extrema-esquerda de outras décadas
e com uma cultura anárquica incontornável. Foi ela que desempenhou
o imperdoável papel de escarnecer e fazer escarnecer
o papel global dos professores em Portugal, para melhor os golpear
de tensões, pró-formas, papéis, marginalização da docência
propriamente dita e toda a espécie de dissenções.
jhkjh
Não vislumbro nada mais extremo que isto.

1 comentário:

Anónimo disse...

Santos Silva sandeu ainda não percebeu que a classes dos profs mudou. Não está dividida como sempre esteve. Os sindicatos já não se representam só a si, mas fazem eco de milhares de profs. Se continuam a chamar extremistas aos profs, eles vão mesmo convencer-se de que já nada têm de socialistas e vão mesmo votar à esquerda. Não haverá maioria nem bloco central que valha ao PS. E ainda bem, porque se revelaram cobardes da pior espécie - os que ficam acagaçados com meia dúzia de ovos e tomates.