quinta-feira, setembro 25, 2008

DE STONEHENGE E DESMUMIFICADO


Sempre pensei, durante a tua ultrapassada fase de lerdeza encolhida
e desaparecida daí para mais longe,
que em ti certamente um fabuloso espírito de Speedy Gonzalez
em carne e osso simplesmente estagiaria criogenicamente,
angariando raivas e ânsias notórias de notoriedade,
na mística Stonehenge matricial e celta, nossa mãe,
por um regresso justiceiro mais fulgurante e mais pleno.

LKJ
Por isso mesmo agora compreendo e concluo que sim:
eis-te, laminado, tu, qual Thor brandindo o camartelo de zurzir
com que vais escaqueirando por aqui e por ali,
abrindo cabeças a torto e a direito,
mesmo a Direito de Safanão e a Direito de Trambolhão!
Como é bom perceber-te o palimpsesto das leituras, dos posts,
as entrelinhas deliciosas das respostas, dos innuendos,
das clarificações supinas.
Devastador e, no entanto, de uma tocante mansidão e urbanidade
como se o amor, afinal, te sustivesse a mão sôfrega por desmatar
as amplas peneplanícies pejadas das ervas daninhas do desmérito.
lkj
Um Speedy Gonzalez como tu tão pimpão e repimpão
à Artilheiro de Miguel Torga, forjado, estrumado e água-chocado
nas pipas de carvalho áfrica-do-sulinas,
adubado da garantia promitente de promissora liderança,
só poderia efectivamente explodir em génio escarninho
no areópago novo de este brilhar geral. Pois então, sê bem-vindo
à terra dos vivos, dos ambiciosos, dos combativos, finalmente, homem!
lkj
Mas recorda-te, Tarantino-Ferreira-Pinto,
é meu dever recordar-to porque mo recordavas igual,
o movimento do camartelo é rotativo
e nenhum braço confisca o aleatório girar do boomerangue giratório da palavra,
quando ele regresse cortante como o do Mad Max II
rente aos dedos inimigos.


2 comentários:

Blondewithaphd disse...

Por Thor e Odin, a ver se eu percebo alguma coisa! Valha-me Valhalla!

Anónimo disse...

Cautelas e caldos de galinha, meu caro, nem sempre fazem bem à bílis!

Como bem sabes, um homem nem sempre se quer entregue aos braços de Morfeu ... há que marcar presença, malhar forte ... afinal, outrora quando os combatentes regressavm das terras lá dos limes da Germânia era ao som de trombetas e tambores ... com barulho quanto baste!

De qualquer modo, grato pela deferência.