sábado, setembro 20, 2008

A TIRANIA DA LEALDADE


Não foi um espectáculo digno de ser visto
e continua a não ser o oxímoron político da continuidade de Mugabe
à frente dos destinos do Zimbabué. Isso em grande parte se deveu
à lealdade pessoal do governo liderado por Thabo Mbeki.
Naturalmente, com a demissão anunciada
alguma coisa possa ser feita para corrigir uma linha de trajectória
indecente de um país com responsabilidades acrescidas na região.

Sem comentários: