sábado, setembro 20, 2008

GUERRA DE INFORMADORES


Num momento em que cabeças rolam mediaticamente
porque a AdC, que não mostra serviço em que se creia
com as fastidiosas investigações dos preços dos combustíveis,
mostrou afinal serviço com outro tipo de peixe miúdo e atirou cá para fora
os nomes das empresas que ao que parece cartelizaram em negócios com o Estado,
a informação preciosa prova a sua utilidade de arremesso
e coincidentemente salta também cá para fora, como arma natural de retaliação,
esta coisa estranha entre Sebastião e Pinho.

1 comentário:

j. manuel cordeiro disse...

É curioso como há certas coisas publicadas em certas alturas, não é?