domingo, setembro 28, 2008

SUPREMA HIPOCRISIA


Entre Alberto Martins e um papagaio treinado
não se notam de momento diferenças: amestrado pela tutela consciencial
do Poder-que-Vigora, intimidades como o casamento gay/homo/lesbiano
interessam-lhe tanto como interessam aos próprios, ao PS ou ao País.
Nada.
lkj
A crise de empobrecimento geral e galopante
arrefece os ânimos mais entusiásticos por rupturas de este carácter
e o recuo do PS em agendar ex-machina deus a questão de estes casamentos
é meramente tópico-cenoura-de-esquerda sujeito a toda a prudência
dado o conhecimento que se faz da opinião pública,
como amplamente frígida na consideração de esta matéria como prioritária.
lkj
Neste momento, as derivas libertárias têm pouca pertinência.
Mais pertinência têm as questões do salário, da qualidade de vida,
do desemprego galopante, do vazio opositivo confrangedor,
da feira de vaidades e de fingimentos em shows artificiais de triunfalismo falso,
deprimente tonalidade de mentira que domina a fútil vida de Portugal,
um País condenado desde sempre à decadência inexorável
apenas pelo azar dos políticos medíocres que lhe calharam.

2 comentários:

(c) P.A.S. Pedro Almeida Sande disse...

Caro Rex

Martins, não é apenas um papagaio de plumas enfeitado. É um "sáurio" da pior espécie, daqueles rex de ar intectual mas de grandes garras afiadas. Quem se mete com o Sáurio ...

antonio ganhão disse...

Existem implumes que me envergonham!