segunda-feira, setembro 29, 2008

MINHA UBIQUIDADE EMOCIONAL


Obrigado, João, pela sandes. Adoro comer leitão à sexta
e sempre que possível!
lkj
Pensa que a minha relação com o teu Quarto
é mais um fenómeno de ubiquidade emocional e literária
que de voyeurismo, esse aquém do gozo que coloca o voyeur
numa posição de prazer ainda mais indirecto e demasiado asséptica e distante,
não participante porque desconhecedora da paisagem viva observada,
quando é precisamente o contrário o que se passa comigo.
lkj
Ler transfiguradamente o teu Quarto
transformou-me ainda que ilusoriamente numa omnisciência que paira,
se compadece e participa, o prazer é ilusão e a ilusão é prazer,
figura, se quiseres, a meu ver aproximada, da figura absoluta do Narratário Supremo
a que aspira qualquer narrativa nossa: por ser aquele que tão bem nos escuta,
compreende e acolhe, que de igual modo parece de todo habitar-nos as entranhas
e consubstanciar-se connosco e nós nele. Há efectivamente um supraNarratário
e um superNarratário na nascente e na foz da nossa escrita. Deus?
A mulher de todas as nossas telepatias?
O amigo da maior e mais sublime cumplicidade connosco? Todos?
lkj
É verdade que conversamos, o Tiago, o António e eu,
no último jantar sobre a gratificante radiofonização de um escrito teu
e é verdade igualmente que o António tem de resingar a meu respeito
de todas as vezes. Somos amigos, picardiamo-nos e picamo-nos todos os dias
com todo o prazer sádico da espora. Mas não é para tu pensares
que sejam sérias as coisas afiadas, aparentemente cruéis, que passamos o tempo
a espetar na literatura deficitária de um e de outro.
É desporto, mesmo. Ao contrário de ti, que és generoso,
abnegado e cheio de mérito, abdicando à partida do lucro e do mercado
pela gratuidade universal do prazer de ler e de ser lido,
ambos desejamos e aspiramos a publicar livros de carne e de papel
e sabemos que o poderemos fazer a breve trecho.
Tenho dado uns passitos. Tenho sentido o grato encorajamento
de um padrinho editorial secreto e de grande peso e prestígio nacional
que a isso (publicar!) muito me alenta e que eu admiro imenso. Veremos!
Mas gosto do António Emplumado, para além de tudo e acima de tudo.
lkj
Abraço em deleite de-leitão-lambuzado!

7 comentários:

antonio ganhão disse...

Realmente, existe muito do teu Pub neste quarto, habitado por pessoas que mantêm entre si uma relação de interesse ocasional. Ninguém pertence ali em definitivo, nem mesmo a patroa, a quem lhe assite o direito de propriedade, os outros estão de passagem, mesmo sem o saberem, e os que o sabem regressam a cada noite.

Depois existe aquela ménage á trois, da patroa do Virgolino e do estudante...

Anónimo disse...

Os teus méritos de escrítica também não são nada maus ... justificam, para além de uma sandes de leitão, uma garrafa de "SARMENTINHO" ...

Tiago R Cardoso disse...

tá giro, um padrinho secreto,não sabia, presumo que já tenhas procedido ao beija-mão.

joshua disse...

Não. O beija-mão deixo-o para ti ao António.

PALAVROSSAVRVS REX

Tiago R Cardoso disse...

Finalmente depois de enumeras tentativas, o Joshua respondeu na caixa de comentários, menos mal.

Pata Negra disse...

Joshua, estes canais binários de comunicação atraiçoam-nos por vezes as mensagens:
1- Uma sandes de leitão com cinco leitões ao preço a que está o pão?!
2- Nunca ofereço um livro sem primeiro o ler. Um único exemplar dum livro deve ser, a meu ver, explorado ao máximo e passar de mão em mão até perder as capas e ter folhas com caspa.
3- Estou mais ao menos empregado e em posição de escrever umas linhas depois de cuidar da horta e das bunganvílias.
4- Apoio quem , como me parece ser o teu caso, quer sustento nem que seja à custa do seu trabalho de escrever.
5- Num sistema capitalista ganham os pensadores que vendem. Talvez um dia a sociedade evolua e pague uma pensão aos pensadores Joshua e outros que tais.
Um abraço inteiro meio a sério meio a brincar. O leitão anda-me a elevar o colesterol.

antonio ganhão disse...

Isto está a ficar muito intelectual! Nestas caixas de comentário era o único sítio onde estava livre do Josh, bem pelo menos até agora!