domingo, setembro 21, 2008

IMPLUME, IMPLUME, POR QUE ME PERSEGUES?!


Provocador, sem dúvida. A força de estes reptilianos irmãos
é assinalável, mas não se compara com minha tão inextinguível e minha,
passe a imodéstia, ou sequer com a dos verdadeiros sáurios vivos, aligatores e crocodilos.
lkj
Quanto ao meu ego, Implume, não é ele tão exacerbado
nem a minha obra tão de fancaria que não possam ambos resistir bem melhor
ao teste do tempo e da leitura que a tua obra de ourives estrábico
e ego de borboleta.

2 comentários:

antonio ganhão disse...

Meu caro magneto-poderoso-rex, não me referia à tua escrita mas ao teu sáurio disfarce... como um miúdo que se quer mascarar de Super-Homem e no seu fato se sente verdadeiramente a voar.

Ás vezes julgo que levo a tua escrita mais a sério do que tu.

Blondewithaphd disse...

Hmm... I'm definitely missing something here...