sexta-feira, setembro 26, 2008

A ICTERÍCIA CRÓNICA DO PSD


As intervenções de Manuela Ferreira Leite, além de pecarem por tardias,
têm revelado uma desorientação de fundo que a ninguém passa desapercebida.
Já sabemos que a ostentação pífia norte-americana do PS,
cheia de vácuo, de gás metano e fogo fátuo,
despudoradamente presente no comício de rentrée em Guimarães,
corresponde a uma recorrência longamente experimentada nesta legislatura:
o regime não se poupa a grandes operações e a grandes produções, efectivamente caras!,
perante a pelintrice própria e a do pobre Povo, a quem sugaram (e continuam a sugar)
o mais que puderam e para coisa nenhuma, diga-se.
lkj
Mas para que nos interessa, no estrito plano político ao mais alto nível,
falar de essa lana caprina, havendo tanta matéria intocável?! Não haverá
quem tenha cérebro na Comissão Política Nacional do PSD?!
Onde há rasgo?! Onde o carisma?! Onde a tarimba de vencer e persuadir?!
lkj
A tentativa de liderar nesta liderança do PSD é um malogro amargo para o País,
porque baseada em que a melhor defesa é a defesa, e não o ataque claro,
frontal e contundente. Para que nos serve tanta reserva,
tanto acanhamento, a parcimónia da palavra?!
Daí que, com um entusiasmo infantil,
as respostas às intervenções de MFL por esses testa-de-ferro socialistas,
primem por características grotescas de língua de bairro,
procurando reduzir ainda mais à mais confrangedora nulidade
a nulidade calada a que foi remetido um PSD credível, mas dúbio,
sério, mas derrotado, com rumo, mas a pique,
prudente, mas desaparecido e antipático.
lkj
É a figadeira-icterícia do PSD.
A Laranja definha e desbota sem que lhe deitem uma mãozinha
e nos apareça um messiânico Cavaco Silva, partindo a loiça
e arrastando a Gente.

3 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

Permite-me te dizer que gosto do estilo de Ferreira Leite, não gostei do silencio.

Um admiração como alguns têm por LFM, quer dizer um pouco inferior.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joshua
Que procuras tu homem? Os laranjais secaram e as rosas murcharam mas o povo insiste.
Será que insiste?

Abraço

Pata Negra disse...

O poder é deles (PS(D)), dum ou de outro ou partilhado, está-lhes reservado o poder por largos anos. Não precisam de se esforçar por vencer, aguardam apenas que os outros percam! Se vierem a ter pesos semelhantes, haverá lugar para a panelinha e então termos o PS/D.

Joshua, mesmo que comentes um post de antes-de-Cristo recebo e leio todos os comentários por e-mail - Pra Quê?