sábado, janeiro 23, 2010

ÂNSIA DE CHEGAR

Rúben Micael pode vir a ser tudo aquilo que tem faltado ao FC Porto, mas representa desde logo aquela ânsia de chegar rapidamente às vitórias indiscutíveis pelo fim de tremideiras, saídas airosas e empates à rasca. Há épocas repletas de vulgaridade no banco portista. Épocas nas quais o FC Porto não passa de um entreposto de jogadores provindos do anonimato de onde não deveriam ter emergido. O zidaneano Rúben, pelo contrário, promete perfumar os relvados com o seu talento fantástico. Assim seja, mais escuta menos escuta, cujo verdadeiro escopo da divulgação é aliás, além do anedotário, desviar as atenções dos factos arbitrais tendencialmente favoritistas do Benfica. Factos em depudorado decurso AGORA, como quem diz: «Deixem-nos falsificar ostensivamente resultados hoje porque eles também os falsificaram dissimuladamente ontem.» Poeira para os olhos remelosos de antiportistas básicos. Basta-nos, ao FC Porto, como sempre, rir por último! Rir com sacrifício, sangue, suor e lágrimas. Não interessa passear triunfo e glória antecipados para depois perder em todas as frentes.

7 comentários:

Anónimo disse...

Força Joshua! Eles até metem alguém a fazer de conta que é o Pinto da Costa nas escutas!

Miguel Gonçalves disse...

Gostei da parte "mais escuta, menos escuta". E se as escutas fossem do Sócrates?

Também eu sou adepto de um clube e por isso parcial nas minhas análises, mas quando a lógica impera, não há parcialidade ou imparcilalidade que resista, ou, a expulsão do jogador do Marítimo pelo árbitro J.Ferreia por palavras, será diferente da expulsão do jogador do Nacional no Dragão, pelo árbitro J.Ferreira, por palavras, só por esse ser em beneficio do seu FCP??
Ou as escutas ao socrates, serão diferentes das escutas ao seu presidente, só por ele ser o seu presidente???

Sim, o SLB, ganhou muitos campeonatos no estado novo, nas décadas 60 e 70, quando jogavam os grandes EUSÉBIO, Torres, Coluna, José Augusto, Simões e a Selecção portuguesa que ficou em terceiro lugar no mundial de 66 tinha só 8 jogadores do SLB...

Querer comparar essa equipa com a do FCP dos anos 90, onde pontificavam, Paulinho Santos, Secretário, Semedo, Jaime Magalhães e André, entre outros colossos do futebol mundial, não será muita clubite??? Recordo-me que em muitos desses anos do famoso penta, o SCP tinha melhores equipas e melhores jogadores, mas não chegava para ganhar, "mais escuta menos escuta", talvez seja por aí...

Para o FCP (adeptos e dirigentes), deviam existir duas leis em Portugal, uma para quando for contra os interesses do FCP não se aplicar e outra na mesma situação mas contra outro clube(de preferência o SLB) já seja aplicada na sua pena mais elevada.

Só assim fica tudo bem e na ordem para vós, adeptos do "o que me dá mais gozo é ganhar ao SLB com um penalty roubado", e diga-se na minha jovem vida (30) já vi isso acontecer muitas vezes, demasiadas para conseguir ser imparcial, e no entanto consigo ser mais imparcial que 99% dos adeptos do FCP....autor incluído...

Ainda não consegui ler um post seu sobre futebol que não mencione(negativamente) o SLB.

Anónimo disse...

Como dizia o outro, o Pinto da Costa foi muito bom para o FC Porto e muito mau para a cidade do Porto.

joshua disse...

Miguel, se recuares devidamente, encontrarás alguns posts em que elogio claramente o SLB. Em Outubro, em Novembro, frente ao Everton, vibrei com prazer e paixão por aquele baile de bom futebol. Não confundamos as coisas.

Esta história das escutas é de carácter político, é uma luta política, regional, se quiseres, entre iguais. Nada tem a ver com futebol puro e duro. Eu mesmo me recordo da frustração por ver o Benfica perder a última final na antiga Taça dos Campeões, salvo erro contra o Milan, nos anos oitenta, se não erro.

Mas, tal como um amigo meu do Benfica que se sentiu chocado no jogo contra o Nacional pelos critério obscenos do árbitro, também eu a partir de certo ponto, nesta época, fui acometido de choque e pasmo com certos desempenhos das arbitragens em favor do Benfica.

Quanto às escutas que provam um crime, seja de quem for, contra o Estado de Direito, sou inteiramente a favor da divulgação das respectivas escutas: as implicações são muitíssimo mais graves e aliás, por passarem impunes, seguem certos crimes useiros e vezeiros por esse Portugal em acelerado processo de decadência.

Miguel Gonçalves disse...

Só li os mais recentes...

O que estou a tentar dizer é o seguinte:
Não se pode querer a admiração das vitórias que deram títulos ao FCP (eu admiro as do FCP do Mourinho), e estar constantemente a deitar abaixo as vitórias parciais do SLB por causa do árbitro, principlamente em lances que já aconteceram do mesmo modo a favor do FCP (literalmente iguais), faz-me pensar que acha que só quando é a favor do FCP é que está certo...

Eu sou totalmente contra expulsões e amarelos por protestos (já escrevi sobre isso), e a minha opinião não muda por mudar o clube...

Não gosto de ligar política com futebol (não gosto de política), e quanto a regiões, sou de um distrito que nem sequer tem 1 Km de autoestrada, sou muito regionalista e no entanto sócio do SLB, que ao contrário do que pensa não era o clube do estado durante o salazarismo, muito pelo contrário (tenho documentos/relatos/factos que provam isso), mas certamente não estará interessado em ler...

Sempre que o FCP joga contra outra equipa, torço por essa equipa mesmo que seja de Marte, por exemplo, muito graças ao seu adorado presidente.
Cumprimentos

Anónimo disse...

ExmªSenhorMiguel,ao contrario do que o senhor diz querer provar que slb nao era o clube do estado novo(eu digo do regime),lembro-lhe para começar que calabotes eram aos montes,os desvios de jogadores(lembro-lhe o caso eusebio(e tanto se fala e poe em causa o patriotismo do Grande Deco,Pepe....),o celebre refrao do regime "lisboa,eusebio(slb) e N.SªDe Fatima" e o facto de só poder ser presidente da fpf da altura(Pessoa indicada por slb;SCP e do Belenenses).Mas,nao é preciso ir mais longe,no actual estado novo,chega-se ao desplante de penhorar sanitas, ao clube que mais fez por este Pais em termos de marketing"O ENORME FUTEBOL CLUBE DO PORTO",AO NIVEL DAS GRANDES DESCOBERTAS(VASCO DA GAMA "caminho maritimo para a India,Alvares Cabral.......Brasil) e aceitar como garantias para Finanças acções não cotadas em bolsa.e muitos casos mais há para relatar como a nova habilidade financeira do slb..........
Por isto tudo eu digo,tenho pena de todos aqueles que tao longe da capital estao e tao sofrem por alguem que os trata como verdadeiros e genuinos PROVINCIANOS.
Abraços ao Joshua e que DEUS nos conserve por muitas decadas mais, o GRANDE JORGE NUNO PINTO DA COSTA.
VIVA O FCP.

Miguel Gonçalves disse...

Não respondo nem comento anónimos. A defender o que (e quem) defende, bem pode esconder a identidade, deve ser com a vergonha...
Cumprimentos ao Joshua, claro...