segunda-feira, janeiro 11, 2010

NÃO SE INSURJAM, NÃO!

Tenho, e terei sempre!, muitas dificuldades em compreender como pode um País inteiro deixar-se entalar pelos processos sôfregos e abusivos de um só homem, rodeado de uma máquina de anúncios, de pura propaganda cara, enganando um povo falido tal como os esfomeados enganam a fome com futebol. Um só homem, o qual tresanda a um ofensivo optimismo e, tal como o Inferno, está cheio de boas intenções. Ainda não se cansaram do lixo acumulado? Acham que a "farsa democrática" em decurso, gémea dos processos ditatoriais na economia, consente ainda mais podridão e não cruzou há muito todos os limites do obsceno?: «Chama-se a isto politização e governamentalização das estruturas da Administração, das entidades reguladoras (quem foi o recente nomeado para a administração da ANACOM senão um antigo membro do gabinete de Sócrates?), das empresas públicas, das grandes empresas privadas onde o Estado tem participações relevantes ou pode interferir na sua gestão, das empresas escolhidas discricionariamente para os projectos económicos do governo (o Magalhães). Jorge Coelho ficou célebre pelo adágio "quem se mete com o PS, leva". Creio que, como os verbos "meter" e "levar" são polissémicos, a frase tinha outro subtexto: "quem não se mete no PS, não leva".» Pedro Lomba

Sem comentários: